Dieta cetogênica: opção para alcançar um corpo saudável

Dieta cetogênica: opção para alcançar um corpo saudável

A dieta cetogênica visa reduzir drasticamente os carboidratados ingeridos. A metologia surgiu nos anos 1920 como tratamento para epilepsia, ganhou fama e foi evoluindo como uma forma de se atingir um corpo saudável por meio da alimentação e realmente a eficácia da dieta é alta. 

O nome vem da cetose, espécie de queima da gordura induzida pelo corte radical dos carboidratados. Ao reduzir esse nutriente, que é o principal fornecedor da glicose, que dá energia para as células, o organismo busca outras fontes de combustível, como a gordura.

Sendo assim, além de usar a gordura corporal, o processo dá origem aos corpos cetônicos, que interferem nos hormônios envolvidos no apetite, como a grelina. A cetose é o principal ganho da dieta cetogênica, que pode variar em formato e limite de calorias ingeridas. No geral, o consumo de carboidratos fica abaixo de 50 g ao dia, para se ter uma ideia, a ingestão normal diária é de 200 g ou mais. 

Portanto, para fazer a dieta cetogênica, antes de tudo, é preciso conversar com um profissional para entender a necessidade energética, uma medida individual que leva em conta fatores como idade, sexo, peso atual, e nível de atividade física, que visam chegar ao corpo saudável. Já o cardápio é adaptado ao gosto pessoal de cada um, respeitando a alimentação e saúde.

Como chegar na cetose

Para induzir a cetose, é preciso que o corpo passe por um período de escassez de carboidratos. Por isso, a dieta tem duração mínima de duas a três semanas, podendo chegar a seis meses.

Entre os alimentos permitidos estão a maioria dos legumes (exceto batata, mandioca, feijão, soja, lentilha, ervilha), as frutas estão 100% liberadas, principalmente o abacate e o coco que são fontes de gordura.

Manteiga, castanhas, azeite e banha de porco entram no cardápio Alem de peixes, carnes, frango, ovo, queijos, iogurte e açaí.

Porém, as únicas bebidas que podem ser consumidas são água, café e chá sem açúcar.

O exercício físico deve ser aliado para que a perda de peso aconteça de forma efetiva e se alcance o corpo saudável.

Consumo de nutrientes durante a dieta cetogênica

  • Carboidratos: entre 4% e 10%/dia
  • Gorduras: 90%/dia e não pode ser menor que 60%

E o restante vem das proteínas.

O Dr. Sandro Ferraz desenvolveu um Plano de Cetose Monitorado (PCM) exclusivo, que é caracterizado por uma restrição no consumo de carboidratados, moderado consumo de proteínas e elevado consumo de lipídeos.

Seu desejo é emagrecer de forma definitiva para não ter que se preocupar com o risco de recuperar os quilos perdidos, agende uma consulta. Com orientação personalizada, é possível atingir os objetivos e preservar a saúde de forma geral.

Fontes: Fontes: Marcella Garcez, nutróloga diretora da Associação Brasileira de Nutrologia; Maria Lourdes Teixeira da Silva, nutróloga da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo; Maria Fernanda Barca, endocrinologista doutora pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP); Andreia Naves, nutricionista diretora da clínica Nutrexx para uol.com.br

Crédito da imagem: iStock